ENCICLICA BENEDICTO XVI DEUS CARITAS EST PDF

O cristianismo destruiu verdadeiramente o eros? Como deve ser vivido o amor, para que se realize plenamente a sua promessa humana e divina? Agora o amor torna-se cuidado do outro e pelo outro. Nem poderia ser de outro modo, porque a sua promessa visa o definitivo: o amor visa a eternidade.

Author:Mezikasa Tojasho
Country:Norway
Language:English (Spanish)
Genre:History
Published (Last):24 May 2009
Pages:475
PDF File Size:16.93 Mb
ePub File Size:17.16 Mb
ISBN:582-3-48327-820-8
Downloads:60785
Price:Free* [*Free Regsitration Required]
Uploader:Nedal



O cristianismo destruiu verdadeiramente o eros? Como deve ser vivido o amor, para que se realize plenamente a sua promessa humana e divina? Agora o amor torna-se cuidado do outro e pelo outro. Nem poderia ser de outro modo, porque a sua promessa visa o definitivo: o amor visa a eternidade. Mt 10, 39; 16, 25; Mc 8, 35; Lc 9, 24; Jo 12, Na realidade, eros e agape — amor ascendente e amor descendente — nunca se deixam separar completamente um do outro.

Jo 19, Gn 28, 12; Jo 1, Antes de mais nada, temos a nova imagem de Deus. E assim aparece agora o segundo elemento importante: este Deus ama o homem. Jesus Cristo — o amor encarnado de Deus Jo 6, A Eucaristia arrasta-nos no acto oblativo de Jesus. O rico avarento cf. Jesus recolhe, por assim dizer, aquele grito de socorro e repete-o para nos acautelar e reconduzir ao bom caminho.

Lc 10, leva a dois esclarecimentos importantes. Jesus identifica-Se com os necessitados: famintos, sedentos, forasteiros, nus, enfermos, encarcerados. E a outra: o amor pode ser mandado? Jo 14, 9. Mas, ambos vivem do amor preveniente com que Deus nos amou primeiro. Jo 20, Jo 7, Jo 13, e sobretudo quando deu a sua vida por todos cf.

Jo 13, 1; 15, A caridade como dever da Igreja Act 2, Act 6, Para o demonstrar, bastam alguns exemplos. Para isso, inspirou-se largamente no cristianismo.

Instaurou uma hierarquia de metropolitas e sacerdotes. Lc 10, 31 , seja ele quem for. Este sonho desvaneceu-se. Partindo da perspectiva de Deus, liberta-a de suas cegueiras e, consequentemente, ajuda-a a ser mais ela mesma. Quem quer desfazer-se do amor, prepara-se para se desfazer do homem enquanto homem. Lc 17, 33 e paralelos , se revela como cultura da vida. Gal 5, 6. Consequentemente, a melhor defesa de Deus e do homem consiste precisamente no amor.

HYPERPARATHYROIDIE SECONDAIRE PDF

Deus caritas est

Al riguardo, ci ostacola innanzitutto un problema di linguaggio. Guardiamo al mondo pre-cristiano. Sono necessarie purificazioni e maturazioni, che passano anche attraverso la strada della rinuncia. Come dobbiamo configurarci concretamente questo cammino di ascesa e di purificazione? Chi vuol donare amore, deve egli stesso riceverlo in dono.

IWAKURA MISSION PDF

Reflexiones sobre la Encíclica de Benedicto XVI «Deus caritas est»

A este respecto, nos encontramos de entrada ante un problema de lenguaje. Los antiguos griegos dieron el nombre de eros al amor entre hombre y mujer, que no nace del pensamiento o la voluntad, sino que en cierto sentido se impone al ser humano. Recordemos el mundo precristiano. Pero, al mismo tiempo, se constata que el camino para lograr esta meta no consiste simplemente en dejarse dominar por el instinto. Hoy se reprocha a veces al cristianismo del pasado haber sido adversario de la corporeidad y, de hecho, siempre se han dado tendencias de este tipo. Por el contrario, de este modo considera el cuerpo y la sexualidad solamente como la parte material de su ser, para emplearla y explotarla de modo calculador.

LIFE OF VIVEKANANDA ROMAIN ROLLAND PDF

Benedictus XVI

.

Related Articles